De astuto a 31 de Março de 2007 às 00:11
«Eu fui à capital para estar com ela nua e crua! Ela é neochique, não há quem a pique, foi num piquenique, aiiii foi num piquenique.... Aiiiii, C´est la coqueluche, ena pá que luxo!» Rui Reininho

O problema de Portugal, ao contrário do que se pode pensar, reside no urbano-parolismo, não na ruralidade. A ignorância está instalada nos grandes centros urbanos, para onde as pessoas fogem, e onde andam na correria do emprego e do centro comercial e nem param para pensar na banalidade que são. Na "província", termo utilizado por eles, as pessoas vão sendo mais instruídas porque têm acesso a toda a tecnologia/informação e usam-na bem (vão faltando mais eventos culturais) e não são tão evasivos e supérfulos quanto os citadinos.

Cumprimentos ao bloguista!

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres